Micropele e Queratina: tire suas dúvidas sobre essas técnicas de alongamento

Técnicas de alongamento de cabelo estão cada vez mais em alta. Afinal, as mulheres começaram a perceber que para ter aquele cabelo dos sonhos não é necessário ficar esperando o crescimento e tomando vitaminas ou outros suplementos para acelerar esse processo natural.

Na verdade, com as possibilidades de alongamento, ficou muito mais fácil ter um cabelo grande e/ou volumoso. Agora, o problema está em qual técnica escolher.

Com o passar do tempo, vários métodos de alongamento foram surgindo, como é o caso da queratina e da micropele, é isso acaba gerando muitas dúvidas nas mulheres.

Qual dessas duas técnicas é a melhor para cada caso? Como fazer a escolha certa? Continue lendo este artigo até o final e tire todas as suas dúvidas sobre a micropele e a queratina e, no fim, saiba qual é a opção ideal para você!

Queratina

De maneira resumida, o alongamento de queratina é caracterizado por fundir as mechas com pequenas porções do cabelo da cliente, através da ajuda de um equipamento térmico.

Para colar as mechas do alongamento ao cabelo natural, é utilizada também uma cola de queratina. No geral, essa é uma das técnicas mais demoradas, podendo levar de duas a seis horas, tudo depende da quantidade de cabelo e da experiência do profissional.

Uma das principais vantagens é que esse é um dos métodos mais discretos que existe é aguenta um período maior entre as manutenções.

Ao optar pela queratina, a mulher tem que evitar o uso de babyliss, chapinha e secador em excesso, já que o calor pode acabar danificando o alongamento antes do tempo previsto.

Para entender ainda melhor como funciona a técnica da queratina, entre com contato com nossa equipe.

Micropele (Fita adesiva)

Também conhecida como fita adesiva, a micropele é outra técnica de alongamento muito famosa e consiste em faixas de silicone onde os fios são fundidos ou colados, que são aplicadas na cabeça com uma fita adesiva dupla face, especial para isso.

Em relação ao tempo de aplicação, vale ressaltar que é muito menor, variando entre 10 minutos e uma hora em média.

A grande vantagem da micropele é que permite várias transformações, como:

– Aumentar o volume dos cabelos;

– Alongar o comprimento;

– Iluminar um cabelo com diversas tonalidades.

Outra informação importante é que o método não faz volume no couro cabeludo, é bastante confortável, tem um custo reduzido e é fácil de colocar e de realizar a manutenção.

Portanto, estas são as principais características de cada uma dessas duas técnicas de alongamento que são bastante utilizadas nos dias de hoje.

Para saber qual delas escolher, você precisa analisar com calma as suas necessidades e os seus objetivos, e conversar com um profissional especializado, é claro.

Afinal de contas, ele será capaz de te mostrar alguns pontos importantes e de indicar o melhor método para o seu caso em específico.

O que está esperando, então? Faça isso o quanto antes e já comece a tornar aquele sonho de ter o cabelo perfeito uma realidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×